O deslocamento é um gesto poético recorrente em minha produção. Ele é compreendido como uma prática estética de investigação das riquezas simbólicas que permeiam o espaço de coexistência cívica, permitindo a coleta de objetos com relevância discursiva ou potência imagética para a composição de diálogos. ‘Provisório’ é uma instalação constituída a partir de antigas letras em inox. Elas foram coletadas em minhas caminhadas pela cidade de Goiânia, durante os meses de quarentena e das medidas de distanciamento social em decorrência da crise de saúde pública, deflagrada pela pandemia de COVID19. As letras são reorganizadas e formam a palavra ‘Andei‘, tendo sido instaladas em uma estrutura de metalon. A instalação é ativada em experiências no espaço público.

Walking is a recurrent poetic gesture in my production. It is understood as an aesthetic practice of investigating the symbolic richness that permeates the space of civic coexistence, allowing the collection of objects with discursive relevance or imagery power for the composition of dialogues. ‘Provisory’ is an installation built with old stainless steel letters. They were collected on my walks through the city of Goiânia, during the months of quarantine and measures of social distancing as a result of the public health crisis, triggered by the pandemic of COVID-19. The letters are rearranged and form the word ‘Andei’, the conjugated form of the verb ‘andar‘ (to walk) in the first-person of past tense. The installation was activated in experiences in public space, as recorded in this study around the Goiânia Airport.