Gavetas abertas

Retomo a gaveta em minhas produções. O “órgão da vida psicológica secreta”, para Gaston Bachelard, agora é receptáculo das relações que desenvolvo a partir de minhas coletas durante as caminhadas noturnas e minhas memórias familiares. Essa é minha primeira gaveta de Goiânia.