A série ‘CPP’ é composta por um políptico de 8 fotografias e se ocupa de uma metarreflexão a partir de um espaço localizado no centro da cidade de Rio Verde, Goiás, próximo à residência em que morei durante alguns anos. Trata-se do terreno onde se situava a Casa de Prisão Provisória e que, atualmente, abriga os escombros de sua demolição – após a transferência de suas dependencias para a zona rural da cidade. O sudoeste goiano é uma microrregião caracterizada pelos cultivos de monocultura e a pecuária extensiva, além de abrigar um forte complexo industrial alimentício. Ao mesmo tempo, uma importante rota utilizada pelas facções no transporte e tráfico de drogas, desde as fronteiras brasileiras até os grandes centros urbanos. Cidades como Rio Verde são marcadas por uma enorme desigualdade social, assim como pelo o açodamento dos índices de violência. Na série, então, investigo os vestígios e as potências simbólicas das reminiscências desse espaço disciplinar e seu deslocamento espacial.

The ‘CPP’ series consists of 8 photographs and investigates a space located in the center of Rio Verde, Goiás, near the residence where I lived for a few years. This is the land where the Provisional Prison Complex was located and which currently houses the rubble of its demolition – after the prison was transferred to the rural area of the city. The southwest of Goiás is a micro-region characterized by monoculture cultivation and extensive cattle raising, in addition to a strong food industrial complex. At the same time, an important route used by drug factions in the transport of drugs, from Brazilian borders to large urban centers. Small towns like Rio Verde are marked by enormous social inequality, as well as by the sudden increase in violence rates. In the series, then, I investigate the vestiges and symbolic potentials of the reminiscences of this disciplinary space and its spatial displacement.